post

Saiba tudo sobre o IRPF neste artigo e não tenha problemas quanto a declaração do seu imposto de renda em Guaratinguetá

Não importa se é a primeira ou milésima vez que você terá que declarar o seu Imposto de Renda de Pessoa Física, informações sobre a prática da declaração sempre são bem-vindas. Até porque, ninguém quer cair nas garras do leão, não é mesmo?

Então, para que você não tenha problema com o fisco em Guaratinguetá. Por isso, montamos esse artigo para você saber exatamente o que é IRPF, além de saber tudo sobre a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Físisca.

Saiba como declarar o IRPF

Imposto de Renda de Pessoa Física é um imposto federal, que atinge todo brasileiro (sendo pessoa física) que fature em dinheiro um valor acima do que for determinado pela Receita Federal. O cidadão, de forma anual, informará quanto lucrou no ano anterior para avaliação do governo e possivelmente uma restituição.

A pessoa deverá enviar detalhadamente as suas declarações de renda para a avaliação da Receita, todo início de ano. A Receita Federal, por sua vez, apurará se o pagamento dos impostos foi realizado de forma correta. Através desse cálculo, você saberá se pagou os tributos federais de forma coerente. Caso você tenha pago um valor superior, poderá, também, ser restituído.Saiba como funciona a restituição do IRPF

Restituição? Como assim? Como funciona? Quanto devo receber? Essas perguntas são frequentes quando o contribuinte entende que existe a possibilidade de ser ressarcido. A Receita Federá fará o cálculo do que for declarado e ao ter o resultado te informará se você possui crédito. Se você possuir, o governo terá até dezembro do ano da declaração para te restituir.

Entretanto, da mesma forma que você pode possuir crédito, pode, também, possuir débito. Caso isso aconteça o governo terá concluído que você pegou uma quantidade menor de imposto do que deveria. Nesse caso, a Receita adicionará o valor para quitação através de pagamento em boleto ou automaticamente, através de débito bancário.

Saiba quais impostos a sua empresa pagará

Caso a sua declaração seja obrigatória, a omissão pode acarretar em multas inconvenientes.

O primeiro desconforto é que o seu CPF passa a ficar pendente de regularização, algo que pode dificultar o seu dia a dia, como:

  • Impossibilita realização de empréstimos;
  • Impossibilita certidões negativas para aluguel e venda de imóvel;
  • Impossibilita a retirada de passaporte;
  • Impossibilita a prestação de concurso público;
  • Gera problemas em transações bancárias.

Fora que, caso haja atraso na entrega da declaração, você será multado em 1% mensal em relação ao valor do imposto, que pode chegar até 20% em cima do valor declarado.

Saiba o que fazer, caso caia na malha fina do IRPF

Malha fina é o termo usado caso seja encontrado irregularidades e erros na declaração, após ser avaliadas minunciosamente pela Receita Federal. Você pode cair por pequenas divergências, nesse caso, basta ser eita a correção no portal do E-Cac, ou precisará adicionar ou excluir informações, assim sendo, precisará fazer uma Declaração de Retificação corrigindo o necessário.